sexta-feira, 13 de julho de 2012

Lembranças de uma bêbada. Festa Niver do Liquidificador.



11 de julho de 2012. Quarta-Feira. UnB. 18h30. Começam os trabalhos. Carrega refletor. Inventa formas de ligar todos juntos. Uma cacetada de extensão. Só temos uma tomada. Vamo tentar colocar em duas? Não funciona. Só uma mesmo. Seja o que deus quiser. 500w + 250w+ 250w+ 250w+ 1000w = sem dúvidas um aniversário elétrico. Volto pra casa. Fico nervosa ( não sei porque). Banho. Escolho uma roupa. Penso que vai ta frio. Troco de roupa. Vou embora. “CADÊ MINHA VODKA?” “aah eu tomei”. Beleza. Mercado. Vodka + sprite. Chego. Opa! Já tem bastante gente! Primeira dose de cocaína russa. “Quintas a gente precisa da caixa do CA!” “Calma gente! Deixa ela tomar pelo menos uma dose antes de começar a trabalhar”. Acho engraçado. 22:22. “Cara eu to vendo hora igual hoje o dia inteiro.”  ..... “Eu tenho um vinho no meu carro, se você quiser!”  “Mais tarde!”.  Encontro muita gente. Era uma festa estranha, com gente esquisita, mas nessa eu tava bem legal. Quantos diálogos. Quantas conversas diferentes. “Você que vai postar no blog amanha tá?”. Ok! Penso em um zilhão de coisas que poderia escrever naquela hora. Mas deixa a festa acontecer.  Segunda dose de cocaína russa. Terceira. Opa, melhor parar um pouco. Abro a minha vodka com sprite. “Faz mais desse lá pra gente?”. Claro! “Xuxu, cadê aquele vinho que você falou que tinha?”. 5 Minutos. Vinho. “Poxa, como você é muito legal!”. Feliz. Quarta dose de cocaína russa. “não dá pra sentir a vodka!” café deixa elétrico. “Acabei de tomar mais uma dose!”. “Deu pra sentir o gosto!” “Achava que você não gostava de café.”. da sua boca, eu gosto, muito. ( mas eu guardo pra mim.). Quanta gente falando da gente pra gente. Essas festas. Me sinto importante. Me sinto feliz. 00h00. FELIZ ANIVERSÁRIO IZA! 24 anos! Microfone não funciona. Trabalha pra deixar o melhor possível. 5ª dose. 6ª dose. Não respondo mais pelos meus atos. “Posso fechar a porta do seu carro?”. Droga! Porque que a gente tá dentro de um carro. 5 minutos de reflexão de mim pra mim... Pensamento que não pode ser escrito aqui... Mas não sai. Tenho medo. De que? “Quintas vai lá!!!”. Volto no tempo. Aquela placa. Última festa do cometa cenas. Vish. Perai. Voltei. Mais vodka. “Quintas cadê sua musica?” po. Não trouxe. Mas até que achei melhor assim. Todo mundo tão bonito. Todo mundo tão legal. É, to bem bêbada. Pessoas tão indo embora. Que horas são? Meu celular acabou a bateria! Nossa que  bom! Perdi a noção do tempo. De repente. Bambu. Essa festa aconteceu muita coisa. Tá acontecendo. Vontade de falar uma coisa. Agora não. Que dia é hoje? 12 de julho. Quinta feira. Não me parece um bom dia. Agora não. É que às vezes da vontade. Vish.Perai. Voltei. Tá amanhecendo. Nossa que céu lindo. Não sei quanto tempo fiquei, mas pra mim foram horas olhando só pra ele. Duas estrelas. E Uma lua. To com fome. Vamo guardar tudo? Abre o porta-mala. Guarda tudo. Ai, minha garganta. Eita. “Tá com cara triste?” “To com fome e frio.” “Vai embora!” “To indo!” “Você tá me expulsando?” “Não!”. Pensamento que não pode ser escrito aqui. ( mas eu guardo pra mim.). que festa louca. Um último “QUINTAS!”. Freio. Duas pessoas dando tchau. Preciso dormir.O caminho parece até em casa parece eterno. Chego em casa. Mesmo com fome não como nada. Deito. Acordo vomitando. 2 vezes. Durmo de novo. AH! Minha garganta! Acordo vomitando. 1 vez. Tenho que trabalhar. Ainda to bêbada. Febre. Dor de garganta. Aniversário elétrico. Acabou com a minha eletricidade. Liquidificador não é um grupo..é um movimento? Será?Depois de ontem, acho  que talvez sim. Feliz anos. Feliz ressaca. Feliz ultra-romantico. Feliz pessoas bonitas. Feliz por me sentir um tantinho parte disso tudo. Obrigada! 





















A Festa está só começando...







Bebamos! Nem um canto de saudade! Morrem na embriaguez da vida as cores! Que importam sonhos, ilusões desfeitas? 
Fenecem como as flores!






...

quarta-feira, 11 de julho de 2012

meia noite e trinta e sete, 11/07/2012.


Nesse momento ULTA-ROMÂNTICO da minha vida, eu tenho um namorado. Nós brigamos um dia aí... daí ele terminou comigo e disse que eu poderia ir embora. Eu fui. Fui para w3. Era tipo 23:45. Passou um ônibus para rodoviária e eu perdi, com medo de eu lá na rodo não houvesse ônibus para o guara, e nem de volta para cá, 713 norte. Sei lá, fiquei sem saída. Mas de verdade, falei foda-se. Vou embora. Esperei o próximo. Mas antes disso, parou um desses carros da fiat, desses novos, vermelhos. Quem dirigia o carro era um cara que eu acho que não me veria no teatro, um cara com cara de nerd concurseiro, desses que se formam em algum curso de alguma faculdade particular, algum curso que não quis fazer... sei lá...uma ara inútil. Ele disse: oi
Eu disse: o que?
Ele disse: olá
Eu disse: o que você quer?
Ele disse: eu quero alguma coisa muito suja.
Voce esta achando que eu sou puta? Ai me desculpa, desculpa, desculpa. Marcha 1, acelerador, acelerador.
Meu namorado roça ao meu lado.
Me pergunta agora: porque?

Ass: Super K, a supereroína do Punk.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

ANIVERSÁRIO ELÉTRICO

Amigos, colegas, amantes

NESSA QUARTA-FEITA (11/07/12) O GRUPO LIQUIDIFICADOR COMEMORA SEU ANIVERSÁRIO NA UNB.

"ANIVERSÁRIO ELÉTRICO"

Uma festa punk-pop que contará com ilustríssimos e belos convidados musicais e performáticos:

DJ 4tuna
BANDA Quarto da Bia
Marco Michelângelo

ANIMAÇÃO DE FESTA
Lady Silvini

ALÉM DISSO, NOSSO GRUPO FARÁ UM LANÇAMENTO LITERÁRIO EM FORMA DE FANZINE: "ULTRA-ROMÂNTICO"


______________________________________________

LOCAL: Bambuzal que fica ao lado da quadra poliesportiva, ao lado do Banco Santander (exBancoReal), ao lado do CHICO MENDES - UNB

DIA: NESTA QUARTA (11-07-12)

HORA: 21H

Não entendeu? Ligue:
8544-2928/8301-2905/9633-8711




VOODOOHOP




Antes de falar da minha festa, tenho que fazer uma pequena introdução para entenderem ao máximo o que eu quero falar e sentirem ao menos um pouquinho disso.
Na minha infância era praxe passar as madrugadas conversando com minha tia. Numa dessas, envolto em fumaça de incenso e cigarro, ela me disse que gostava da noite porque ela é melhor, não te exige, não te julga, não espera nada. As pessoas da noite são mais interessantes. Nunca esqueci isso.
A noite as pessoas se soltam, se vestem, se despem. Você pode ser quem quiser. Quem nunca saiu um dia e mentiu o nome experimentando ser uma pessoa completamente diferente? Quem não fez, recomendo. No dia seguinte vc pode não lembrar de nada, ou querer não lembrar. A noite te permite.
E foi assim que essa minha tia me levou a uma boate quando tinha 7 anos, aniversário de um amigo, camarote separado. Mal sabia eu que 11 anos depois estaria trabalhando ali. Não parei mais.
Coloridas.Blackout.Swinger.Eletrônica.Sertaneja.Hetero.Homo.Samba.Pop.Sado-Maso.Artisticas.Gregas.Góticas.
É difícil escolher só uma festa pra falar aqui, principalmente quando sua vida é tomada delas. Com três festas por semana, há 10 anos, temos uma média de 1440 festas, 7200 horas que dão 300 dias. Daqui a pouco posso dizer que já passei um ano inteiro em festa.
Pra escolher uma, tinha de ser A uma. A que mais me identifico e que mostra esse mix das 1440.
Escolhi a Voodoohop.

Voodoohop Neon Ritual from The Silent Walk on Vimeo.


A Voodoohop começou em São Paulo com a idéia de revitalizar lugares abandonados. A festa é itinerante e sempre acontecem nos mais diversos locais, prédios, puteiros, chácaras e afins. É uma mistura de idéias e sensações, música e arte se encontram com djs, vjs, bandas e performances. A entrada ainda é free pra quem vai de bicicleta ou fantasiado na temática da festa. E que temáticas! Neon Ritual, Baile de Los Muertos, Gente Que Transa, Solstício Pagão e vários outros. A forma fez sucesso e hoje a Voodoohop passa também por Brasília, Rio, Salvador, Londres, Paris, Berlin, Madrid, Istambul, Nova Iorque e mais.
Ao ser convidado pra trabalhar nela fiquei lisonjeado, os preparativos começaram. A Voodoohop do Solstício Pagão ocorreria simultâneamente em várias cidades do mundo, exatamente no dia do solstício. Uma espécie de Sabbath de Litha hedonista. O local escolhido foi um clube amplo, com grama e instalações diversas. Uma espécia de tenda inflável foi armada em um ponto, foco de luz, recheada de tintas e panos, chitas, muitas estampas. Além das tendas dos djs, fizeram um enorme círculo de fogo, para o grande ritual. 



Escolhi representar o grande Deus Chifrudo, nossa performance (minha e da minha prima, com quem trabalho) era bem ritualística. O Deus Chifrudo com seu falo ereto que gozava álcool na boca de quem quisesse ser abençoado. O álcool entrava e as pessoas se soltavam, cera quente que dói, mais luzes, cânticos eletrônicos. Mais álcool. Quem quisesse se despia, as chitas rodavam transformando tudo num grande kaleidoscópio. Mais álcool. A cera quente não dói mais tanto. Meninas de biquini pintavam umas as outras com um pau de borracha. Espera, isso foi nessa Voodoohop ou em outra? Mais álcool. A cera quente de repente fica incrivelmente sexy. Uma menina vem chorando, se ajoelha perante a mim e pede um homem, entoo um canto qualquer e finalizo despejando álcool na boca dela com o falo do Chifrudo. Não basta. Ela paga o falo e se molha inteira, dando um banho de vodca em si mesma e finalizando beijando meu próprio membro por cima da calça. Mais álcool. Caio. O bombeiro quer me costurar, tenho de ir pro hospital. Não quero. Não posso abandonar o ritual agora. Na embriaguez peço uma linha da roupa do bombeiro pra me costurar, ele diz que não. Recuso-me a ir e continuo aberto mesmo. Mais álcool, mais tinta. Abraços, beijos, lágrimas, alegrias. Tudo assim, com desconhecidos. Não fala seu nome, não estraga o momento, deixa eu escolher um pra você.



No horizonte o sol começa a levantar, é feito o último círculo. Hora de ir embora. Mais um ritual feito, mais pessoas felizes, menos lembranças na mente. Mais uma noite.






O grande kaleidoscópio voodoo: http://inoyan.narod.ru/kaleidoskop.swf





domingo, 8 de julho de 2012

É Gambiarra e mais, meu aniversário!


Hoje vou falar da parte 1 do meu aniversário... DESABOU ÁGUA E TUDO MAIS:

 
 Pra quem já curtiu, sabe o que faltou...

A festa foi na Victoria Haus e pra aquecer os motores bebemos uns bons drink, confraternizando, rindo e falando orgias da mais alta quinta categoria... Como a high tá down...
"Iza, tá pura vodka, véi..." ou "completae com energético pelarmordedeus" frases típicas de quando eu resolvo bancar a barman, ou barwoman, sei lá.

Entrando na festa, já recebo o meu presente de aniversário, afinal "na turma da Mônica do asfalto, Cascão é rei do morro e a chapa esquenta fácil!"

O dinheiro vem pra confundir o amor e todo mundo! Mas o que eu não posso é ficar sem te ver...



Musícas brasileiríssimas... VINDE E VEDE




E de repente, sertanejo! Welder fecha a cara, essa festa já foi melhor! Já já passa amigo... já já.
Viro pro lado e um menino me pergunta. Quer dançar? Quero!
Aaaaaaaaah agora sim! Bem melhor, num adianta pra dançar tem que ser com mulher mesmo!
Coisa boa é gente sincera! Seja rico, pobre, alegre, sapatão ou sapatilha! Iih, lembrei do momento sambinha, quando eu me vejo sambando, vem Kakau envolta às reclamações: Iza deixa de ser tão mulherzinha e vira homi, P@#RA!!!



like Jagger, I don't need to try to control myself




FESTA EM OUTRO AMBIENTE, GAMBIARRÍSTICO DE SER!!!




 

 

Galeria












            CIGARRO


 

 

a fumaça ondula          

BASTARDOS DE SATÃ SEM TAVERNEIRA A QUE SE DELEITE







TUDO JUNTO E MISTURADO...

A CHAPA ESQUENTA FÁCIL!

CASA!!!

DE QUEM?

 

 

 

SUA!!!!!!!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

             

 

                    ATÉ A PRÓXIMA!

 

CARRO

CADÊ?

ROUBADO???

PROCURA

PROCURA...

...

ROUBADO!!!!!

 

 

190. fim de noite!

 

 

 

 

 

 

 

ISSO É PUNK...