quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Devaneio reflexivo


O macro e o microcosmos são espelhos da natureza viva. Um mira-se e reflete-se no espelho do outro.O espelho duplica todas as coisas, o mundo e o sonhador de mundos. O ser humano, em sua pureza primordial, vê e contempla sua imagem no espelho das águas, ficando maravilhado por ver, no reflexo, um outro que é a sua sombra, mas não é ele, é seu duplo [...] (BACHELARD) olha como eu sou cult!

O homem duplicado. Um ser metamorfo que pode transforma-se em qualquer coisa, mas quando olhamos pra ele, tudo que vemos é um reflexo de nós mesmos. Um ser, que ao contrário de Deus, transforma-se a sua imagem e semelhança: Shulachaki, Doppelganger, O duplo! Três, das inúmeras lendas que compõe o imaginário da humanidade, o inconsciente coletivo.

Rob Muholland 

Imaginem a seguinte hipótese, você caminha em direção ao ponto de ônibus, está nublado, uma névoa gelada no ar, poucos carros na rua. É quarta feira mas hoje parece que as pessoas não resolveram sair, talvez greve, talvez coincidência, talvez não, mas a cidade está vazia. Caminhando, você passa por um prédio espelhado (desses que quando olha da vontade de jogar uma pedra só pra romper aquele esquema ordenado perfeita) você se vê! Não tem drama, você até se acha bonit@ e continua o trajeto. Passa de repente pela sua cabeça imagens eróticas de você fazendo sexo consigo mesmo___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ (AQUI_______PAUSA PARA IMAGINAR)______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ – você ta imaginando? – SIM!! Isso!! Detalhes!! Vai fundo, você consegue. Onde está sua língua? Que cheiro tem? Por onde passa sua mão? OK!!! Suficiente. FIM DA HIPÓTESE

...................................................................................................................................................................

[quantas vezes você encontra o seu reflexo por dia?] [hoje eu contei e deram 42, mas tem que ser qualquer reflexo, nas janelas, na vitrine, na bandeja de inox, no celular, no visor, etc.] [TODOS ESSES SÃO VOCÊ???????????????????????????????????????????][será que eu deveria contar com as vezes que vejo meu perfil no Facebook? a minha foto no watts?]{parece que os reflexos se multiplicam}



O encontro com o oco, se ver vazio!!! Ele sou eu, mas não sou eu, se ele sou eu, quem sou eu?

{quem é mais vazio: Você ou seu duplo? Quem é o original? Quem é o clonado? Existe original? E se ambos forem chineses? E se ambos paraguaios?} 

Tocar-se, apertar a própria mão, abraçar-se. O espelho, O reflexo, NARCISO, umbigo e o fetiche de se olhar nos olhos, e ver realmente como se é de costas, como se anda, como se meche as mãos, como se respira – Tornar-se real, palpável. Pq só olhar no espelho não me prova que eu existo: o espelho aprisiona o oco – é a QUARTA PAREDE que hierarquiza a relação. Esse “eu” do espelho, é dependente de mim, me imita, não questiona. Ele precisa de mim pra existir. AI! Não sei, ele me cansa... Eu quero trocar ideia comigo mesmo, conversar sobre nossos desejos mais profundos e ver se a gente sente vontade de fazer xixi na mesma hora, não um reflexo sem vida própria preso numa parede de vidro. Por outro lado, pelo menos ele transforma esquerda em direita e direita em esquerda, binariedade inversa, mas ainda binária. Cansei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

DESCULPA A DEMORA – mas é que eu tava ocupado quebrando o espelho que fica na porta do meu guarda-roupa. Agora o chão ta cheio de cacos e esses ‘eus’ apáticos-reflexivos-imitadores SE MULTIPLICARAM!!! SE MULTIPLICARAAAM!!AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!


Alguém me traz cachaça???

O que tem no fundo do espelho? O que tem no fundo do oco? Se o oco é oco, o que tem dentro dele? (matéria-escura?) mas isso também é matéria! Existe vazio? Existe oco?


Bohyun Yoon

Exercício: Se olhar nos olhos num espelho até a imagem se distorcer e você ver outra coisa no seu próprio rosto. Eu fazia isso no colégio: um garoto se viu bebê, o outro viu sua própria jugular cortada, meu amigo carioca da sexta série, o Andrey, viu o rosto da vó que nunca conheceu, eu vi um rosto sumindo.

PS: hoje sonhei com uma freira atrás de uma pilastra, vias só as roupas, mas não via o rosto. Ela ia se escondendo atrás de mim.

PS2: dizem que tudo no sonho é a gente.

PS3: se você ainda não entendeu. Eu sou a freira. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário