terça-feira, 19 de março de 2013

Dormindo com o Inimigo (?) - Título de Livro de Auto Ajuda





Todos temos vícios. Pode ser que pessoas mais sábias e evoluídas não tenham. Mas é difícil acreditar. Esses sabidos que transcenderam podem ter vícios como o vício de querer atingir o nirvana, por exemplo. O vício é visto como um defeito. Pode ser. Pra mim significa ser dependente de algo, de alguém, de algum lugar. O 
propaganda: "Eu adoro homens que fumam"
viciado em crack, a viciada em ajudar, o dependente da cafeína, a dependente de piscinas cobertas. E por aí vai.

sempre quis fumar no cinema
Um dos meus vícios é o tabaco. Necessito de nicotina todos os dias e muito mais de uma vez. Umas vinte vezes por dia vou atrás de um cigarro pra fumar. Meu corpo sente falta. A abstinência bate em diferentes níveis. Outras vezes até esqueço que fumo, mas quando lembro, preciso loucamente acender um. É um vício psicológico também. Um vício social e emocional. Sou dependente destes tubinhos que mais parecem insignificantes do que eu mesmo posso imaginar.

Me faz feder, as pessoas se incomodam com a fumaça, com meu bafo. Quando vou a um lugar fechado, onde não se pode acender um mísero
Galera cool
fósforo, fico muito perturbado por não poder fumar. E nem sempre estou com vontade de fumar. Isso me incomoda muito. E tem também o preconceito que a saúde pública instaurou contra o tabagismo. Todos sabemos que fumantes tanto ativos, quanto passivos, sofrem diversos males. Isso às vezes me faz sentir como um criminoso na presença de algumas pessoas. 

É uma crise fumar. Não sei se luto contra esse vício. Não sei se ligo o foda-se para o que pensam. Não sei se cuido da minha saúde. Não sei se preciso viver tanto tempo. Gostaria de parar de feder. Gostaria de não ter que abrir mão de um prazer. Teria que substituir todo um estilo de vida, todo um ciclo de amigos? Teria que mudar de casa, de cidade, de religião? Qual é o meu lugar nisso tudo? Para me sentir confortável precisaria morar numa cidade onde só existem fumantes? Mudar pra uma cidade onde a única fumaça seja do churrasco?
só pra chocar

A todo tempo nós fumantes somos incentivados pelos dois lados. De um lado, as campanhas contra o fumo mostram figuras horrendas, pessoas mortas, bebês no pote de maionese, crianças tristonhas, gente a vagar pelos becos, todos vítimas diretas ou indiretas dos males que o cigarro causa. Mas de um outro lado vejo sensualidade, gente charmosa fazendo anéis de fumaça, outros ficando menos nervosos ao dar uma baforada, James Bond, filtros vermelhos, o par perfeito de um copo de cerveja, um mundo cheio de glamour, a Carrie Bradshow é maravilhosa! Mentira? Verdade? Ai ai ai... Os que dizem pra eu não fazer mostram coisas feias e os que dizem sim, são tão interessantes!

Estou triste. Me dá um cigarro?
Que bom! Vamos fumar.
Só fumar um cigarrinho antes de ir.
Já vai começar? 'Xô' terminar o 'cigs'.
To sem trocado. Aceita um cigarro?
Dá um?
Não vou ficar sustentando o vício dos outros!

charmosa ou nojenta?
Sou uma vítima desse vício e não consigo ser imparcial. Vítima uma vírgula! Todos nascemos sabendo que não se deve fumar! Eu fumo desde meus 14 anos e achava horrível o gosto, o cheiro. Ser viciado em cigarro é coisa de gente burra. Até começar a gostar de fumar, vomitei umas duas vezes, passei mal, fiquei tonto. Tem que ser insistente. Posso até achar que sou charmoso, mas também fui meio burrinho.

Não sei até que ponto esse vício me viola. Os motivos pelo qual eu fumo sempre serão vistos como superficiais comparados com a cultura do bem estar. Relendo o post acendi um cigarro. Algumas pessoas sentem pena de mim. Enfim...

... Eu adoro fumar. A-D-O-R-O

"Quem não fuma tem uma família bem bonitinha"

4 comentários:

  1. Seus amigos já estão te julgando pelo facebook. =]

    ResponderExcluir
  2. Coisa mais linda o caminha desse post aqui! Auto-violência :)

    ResponderExcluir
  3. A franqueza é tão volenta às vezes...

    ResponderExcluir
  4. Pedro Roberto Paiva Oliveira Marques9 de maio de 2013 14:16

    O problema é em achar que o cigarro é o grande vilão das histórinhas infantis, quando ele é apenas um peão nessa história toda. É óbvio que excesso de química em combustão entrando pelo seu organismo vai te prejudicar, mas não é o único e nem o pior.
    Problema maior é fazer uma grande campanha contra o cigarro, e se esquecer das farmácias, que vendem seus remédios cada vez mais caros, cada vez cobrando menos receitas, o acesso muito fácil para comprar remédios que em apenas uma dose pode te matar(os de tarja preta). Então acho válido conscientizar do problema do cigarro, mas conscientizar das outras drogas também como o alcool, remédios não vendidos regularizados, e qualquer outro tipo mesmo. Atrás de todo maço de cigarro tem escrito ''fumar isso pode causar gangrena...impotência...bla bla bla'' por acaso alguém vê atrás de uma garrafa de coca cola escrito ''tomar isto pode causar obesidade ou diabetes?! E se for de risco da pessoa e esta aceitar esta condição, então que o faça livremente sem ser reprimido por não fumantes, ou passar um constrangimento de ter que sair de sua mesa para fumar do lado de fora, sem que haja um local dentro do recinto APENAS PARA FUMANTES(pois também não sou a favor que se impregne a fumaça para quem não quer).
    É apenas uma perseguição com o cigarro, se esquecendo do resto.

    ResponderExcluir