domingo, 29 de julho de 2012

Fim de fase caótica! E agora???

Estamos num marco do processo do ULTRA-ROMÂNTICO. É o fim da fase caótica, e como isso significa e ressignifica. Transformador, eu diria. Já não levarei novos objetos, meu carro já não terá tanta "preciosa lixaiada" guardada pela sua importância.  não seremos genuinamente propositores, ou não... assiste vídeo, assiste, assiste... pega o diário de bordo lê, relê, lê... quantas folhas em branco, quanta abobrinha, num entendi?!?! Poderia ter ido mais, muito mais, verei se ainda dá tempo de consertar, mas o tempo perdido é tempo perdido... Vídeo, podre de ruim! Como fui capaz de fazer uma coisa dessa? Momento que se pretende sinestésico e nada. Nada com nada... Tem coisas boas, não sei se serão suficientes. Tomara que sim, dramaturgia processa, regogita, fagocita, pá pá pá e rá!

Demorei muito a entrar neste processo, demorei mesmo! Ele é muito diferente de mim, ao mesmo tempo sou eu nua e crua. Literatura. Estudei isso durante 4 anos da minha vida e não sei nada! Edgar Allan Poe, The Raven, Lord Byron, Peregrinação, Mary Shelley, Frankenstein, Percy Shelley, Walter Scott, blá blá blá que não me serve pra NADA! Quando o registro corporal me vale muito mais que as minhas leituras.

Chegou a hora de decidir se nós queremos fazer um espetáculo de merda, ou um "espetáculo do caralho" ou ainda, tentar fazer um "espetáculo do caralho" e ficar no meio do caminho, o que é muito comum! Temos muita chance,especialmente neste momento, de fazer um espetáculo de merda, com elementos clichezísticos de ser e pretencioso e ser um nada! Fazendo volume no meio da multidão...

É dor de cabeça, é dor de parto, é dor de sei lá o quê! É ansiedade. Essa terça-feira que num chega, hoje ainda é domingo!

Tô preocupada, fruindo arte pelas ventas, dormindo e acordando do lado desse computador, vendo o que deixou de ser feito. Visão pessimista? O Romântismo é assim e isso aqui é ULTRA-ROMÂNTICO.

Depois eu volto e te conto mais...

 

Um comentário: