terça-feira, 5 de junho de 2012

Pensamentos Distraídos Sobre o Teatro


Dividindo no Liquidificador

Os Novíssimos Jovens Artistas do Teatro de Amanhã – o novo de agora já é velho aqui

Querido Diário,

Outro dia, ao achar um livro antigo na prateleira, distraídos venceremos, me peguei mais uma vez com a impressão de que o Paulo Leminsky e eu tínhamos uma ligação atemporal. Sim, ele havia escrito aquelas lindas palavras em um tempo distante, e essa doação de sabedoria, com muito empenho e sorte, atravessou os dias a fim de me encontrar, e encontrou! Eis o poder do encontro. Era como se sua história agora fosse minha, uma apropriação incontrolável.

Pergunta: Como achei este livro mesmo?
Resposta: Sou um ser em busca de distração. E poderia pensar que isso é horrível, mas não. Assim é o mundo.

                Isso acabou me fazendo pensar mais uma vez no bom é velho teatro. Que distração formidável! Pode ser a distração de uma vida inteira para alguns. Mas será que a palavra distração pode soar negativa para a classe artística teatraI? Isso é muito cruel. Ora, o teatro não se faz mesmo no encontro de imaginações se distraindo em criatividades e estórias. E esse assunto é muito sério. Pessoalmente penso que repreender a  distração castra a criatividade (artista) e ao mesmo tempo desestimula a autonomia (espectador) de dedicar seu tempo a uma atividade sem fins lucrativo. Como diria um amigo Palhaço ``  e o engraçado é que é sério``.
Pensar distraidamente sobre a teatro me leva para o futuro. Sim, quando estudo teatro no passado só faço análises. É bom, mais cansa.  Distraída penso sempre no que vai acontecer. No depois. È o cientificismo. O mistério da vida é o mesmo do teatro: O que vai acontecer no próximo ato ?! E quanto maior o mistério ou melhor a questão.
 Vejamos, uma pergunta realmente difícil para o teatro...
.
.
...
Sim! Achei como será o teatro de amanhã?  Aquele teatro  lá no futuro, que os netos dos nossos bisnetos  possivelmente verão. Se é difícil imaginar como será o mundo depois do dito``2012`` ou Brasília depois da copa, vai lá dizer o teatro do futuro. Mas, uma coisa é certa, se o mundo não passar por uma guerra atômica ou for atingido por um meteoro à la melancolia , o teatro vai continuar por ai, e assim sendo, continuará mudando. E como será o teatro no futuro? E os Artistas de teatro do futuro?

Outra coisa também é certa, são muitas perguntas para uma distração descompromissada. Agora vou procurar algo cult, científico, compromissado para me distrair.



                                                          Zizi Antunes











Um comentário:

  1. Zizi, nossa Deusa Tempestade X-mênica que nos acompanha sempre... amo-te coisinha fofa!

    ResponderExcluir