segunda-feira, 12 de maio de 2014

Geração Nocilla ou Afterpop


"Consta que a matéria, os objetos, tudo o que vemos, são grumos, catástrofes ocorridas no espaço plano, neutro e isótropo que havia no Princípio. São as chamadas Catástrofes de Primeira Espécie. Quando um desses objetos é tirado de seu equilíbrio por algum agente estranho, inclina-se para algum destino imprevisível arrastando contigo outros circundantes ou muito longínquos, como uma fileira de peças de dominó na qual a primeira golpeia a seguinte. A isso chamamos Catástrofes de Segunda Espécie. O deserto, por ser plano e isótropo, é o lugar menos catastrófico. Salvo quando a quietude se rompe porque um escaravelho arrasta uma pedra, ou em uma dobra nasce uma erva, ou um álamo encontra água e cresce. Então, um marido, para aborrecer sua mulher, joga os sapatos dela à copa dessa árvore à qual, como ponto atrator, irão somando-se outra centenas de pares. E essa é, obviamente, também uma Catástrofe de Segunda Espécie." Nocilla Dream

"O horizonte não existiu até que uma pessoa se interpôs entre ele e o horizonte seguinte; a silhueta humana vertical sobre a horizontal definiu a primeira encruzilhada, o elementar cruzamento de caminhos que perseguem o cozinheiro quando ele joga os croquetes no óleo fervendo, dois homens de negócios que se apertam as mãos e fecham um acordo, o matemático que testa um sinal de igual entre duas equações. Até esse momento, o horizonte era atemporal, ingênuo e neutro, por isso os aviões, que carecem dele quando voam, parecem não ter peso e vão direto de um nada a outro nada, em um tempo sem imagem em seu correspondente espaço, por isso as bolhas da água mineral inauguram seu próprio horizonte em sua trajetória vertical até que a água se congela e elas ficam capturadas em estado fóssil." Nocilla Experience




Augustín Fernández Mallo






Nenhum comentário:

Postar um comentário